Seguidores

segunda-feira, 11 de julho de 2011



 "Rezo a Deus, não pedindo cargas mais leves e sim ombros mais fortes"
Caio Fernando Abreu


Um olhar pra o infinito além das estrelas...



Hoje é mais um dia, depois dos últimos trezentos e sessenta e cinco dias, de uma sexta feira qualquer quinze pra seis, hora do ângelus, das aves marias, e do teu último olhar, levas-te dentro dos teus olhos, fiquei com teu último sorriso, tua derradeira imagem, foi em um verão no hemisfério norte, tinha tudo pra ser um dos dias mais belos dias da terra e foi, por horas, dias, anos... ate que parou de respirar, ficou frio como os dias de inverno, nostálgicos como os outonos,  virou cinzas, foi embora, hoje, como uma folha transitas entre real e imaginário, és uma canção interminada, um riso que não rir como beijo que não beija, como abraços que não apertam, como amor chegastes, como amor partistes, como amor ainda vives, nos silêncios das águas profundas onde vive minhas lembranças, ou quem sabe em uma  estrela que brilha nas águas azuis sobre os oceanos,  banha-te e olhas pra terra a cintilar, ainda olho as estrelas e mando-te beijos, sorrisos, saudades, revivo nas cinzas das colinas verdes dos vales entre montanhas és o meu ecos...


Que magia tens meu filho
faz-me sentir assim, tão feliz
traz-me luz
dentro dos teus mistérios
que sorriso traz-me hoje
diz-me meu amado
qual olhar
qual sorriso
qual abraço
qual foi a fase que perdi de ti ontem
entre oitos e quantos mais mil dias ausente
já passaram-se muitas estações
menos tu
depois destes onzes
julhos
e continuas aqui
vivo, eterno
dentro dos meus olhos
abraço-te saudade
amo-te ilusão
sorrindo-te fantasia
ainda cresces
vives dentro de mim
ainda guardo-te amor
ainda sorriu-te tristeza
ainda amo-te dentro de tantas saudades
vives em mim
nos vestígios de ti
em outros rostos não menos amados
fraternos íntimos de ti
vejo-te todos os dias em outros sorrisos
ainda continuo amando-te como naquele ultimo dia
sem recomeços
apenas saudades

Ainda sinto o sereno da noite quem beijar-me ( e ele beija-te), enquanto respiravas o aroma da noite ainda gotejando seu orvalho doce, era tanta delicadeza, tantas ternuras vindas da noite nas manhas, na entrada da nossa casa ainda florescem os bouganvilles brancos, rosas, roxos e vermelhos que gostavas de enfeitar os meus cabelos, meus olhos encontram tua imagem, além das colinas onde deixastes teus ecos, sussurros, palavras primaveris, hoje moras no meu camafeu e ainda vejo o teu sorriso ate mesmo nos meus invernos, entras nos meus novos dias, sem ser visto, apenas sentindo, por isso estas sempre a correr e brincar dentro dos meus sonhos tão queridos e imortais sóis os outonos trazidos na brisa do vento, ainda ouço a tua voz, meus pensamentos em busca de ti, és minha oração, meu canto, fostes em mim  tanto esplendor. meu sonho, minha canção, ainda moras em mim, dormes nas minhas lembranças...

Saudade não morre, renascem todos os dias com uma cara quase nova, e muitas vezes sorrir pra seus reflexos na água, como algodão voas, corres das bicas do chafariz da praça, nos espelhos espalhados pela casa, vem nos ecos que ainda ouço te ti.
 ao meu filho e este amor que não morre...


tem rosto sem horizontes, sem futuro, és apenas esta saudade elegante, como tu também um dia fostes, (só)riso, meu amado, eu nunca vou dizer-te deus.
Nina Pilar
"Ai. Saudade é uma coisa azul e amarga com carne por fora e espinho por dentro."

Caio F. 

20 comentários:

Thamires Figueiredo disse...

Como sempre, tudo muito lindo :*

Nina Pilar disse...

obrigada querida, é muito bom encontrá-la, vc é muito querida. uma super semana, muita paz, amor e alegria.

beijinhos

Paula Moraes disse...

Lindo Nina, perder um filho é se perder em um abismo profundo e sem fim, onde ouvimos ecos de vazio e de dor, na alma e no coração, uma saudade mais profunda que podemos conhecer e que NUNCA se vai...Não há mais paz, nem alegria completa e nem dias inteiros felizes...
Lindo mesmo. Parabéns!
Bjs e fique com Deus

Nina Pilar disse...

obrigada paulinha querida, viver sem magoa e sem rancor é idéia, acreditar que o amor não morre é minha verdade.
a vida na verdade vira uma maça mordida.em cima de uma mesa qq
obrigada amiga pelo carinho, e pelas palavras sempre linda e carinhosa, isso afaga o meu coração.

Vera Lúcia disse...

Nina,
Quase chorei ao ler seu post.
Calou-me a alma.
A perda de um filho é dilacerante, mas a fé nos faz caminhar com a certeza de que o reencontraremos um dia.
A saudade que fica dói, mas as lembranças dos momentos felizes estarão sempre presentes a título de lenitivo.
Um grande e carinhoso abraço.

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Oi querida amiga Nina. Vim até aqui para agradecer tua visita em meu blog e dou de cara com esse texto repleto de saudades, muito profundo. Minha irmã também viu partir sua filha (minha sobrinha e amada afilhada) com apenas 14 anos de idade. Dia 6 de setembro serão 8longos anos longe do corpo físico dela, embora sua alma e seu espírito permaneçam bem vivos entre nós. Um grande beijo. Voltarei.

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Oi querida amiga Nina. Vim até aqui para agradecer tua visita em meu blog e dou de cara com teu texto muito profundo e cheio de saudades. Minha irmã também perdeu uma filha, dia 6 de setembro serão 8 longos anos longe do corpo dela, mas muito vivo o seu espírito. Ela era minha amada afilhada (além de sobrinha) Mayara. Um grande beijo. Fique com DEUS.

Lena disse...

Nina
Agora me emocionei mesmo!Contenção total de lágrimas.Certas perdas, como essa sua, são profundamente marcantes. Fica a saudade dos momentos bons e felizes vividos juntos!Bjkas com carinho!

Nina Pilar disse...

que a paz, a luz e amor sejam teus companheiros verinha, só posso dizer que tbem ando assim, tenho paz, sossego, amor, carinho, fé e esperança na vida, e certeza que algumas coisas melhoram com passar do tempo, e que se olharmos pra trás temos mais que agradecer que coisas pra lamentar.
E tudo faz parte de estarmos vivos, abertos pra seguir, firmes na promessa de vida.
Beijinhos querida, encontrá-la aquecem-me o coração
Uma linda sexta feira pra ti...

Nina Pilar disse...

Clemente querido, bem vindo, volte sempre, ficarei sempre feliz com a tua presença.
É a vida, uns chegam outros partem...
Que a paz, a luz e o amor o acompanhem sempre querido.
Beijinhos e uma super sexta pra ti...

Nina Pilar disse...

Lena emociona-me a emoção dos amigos, esta ternura, esta certeza que encontramos almas sensíveis, esta forma de amor, cainho e amizade, é muito bom tê-la aqui amiga, ter este carinho e amizade...
E saudades são fechos de luz que tens dias mais fortes outros como o sol da manha chega, sorrir e vai embora... sigo, não amarga, nem triste...apenas sentindo de forma diferente algumas emoção que a vida nos dar...olho o amor de forma diferente e absolutamente necessário pra saúde mental e física.
E sigo... esta é a minha vida, esta é a realidade, estes são os caminhos.
Beijinhos querida, fico feliz em encontrá-la.

Nina Pilar disse...

Beijinhos minha linda, cheio de carinho, sorria o sol esta a tua espera...e sempre vai brilhar forte na tua janela ...os pássaros quando tem sede amada cantam,mais alto e mais lindamente, assim é nossa alma, precisa de alegria, sol e musica, escuta a musica que vem de dentro de ti...
Um dia minha querida.

CUCA BOA disse...

nosssa nina...
uffa, Sempre intensa e emocionante.
difícil de te ler sem emoção rs
smack
(nate)

Nina Pilar disse...

obrigada nate pela companhia,carinho, enfim...quem sempre emociona, quem sempre afaga o coração é vc amiga, com a sua presença, carinho e palavras sempre tão amigas.

beinhos minha linda e um belíssimo final de semana ...

Vera Lúcia disse...

Olá Nina,
Estou passando para lhe desejar um lindo final de semana.
Beijos.

Nina Pilar disse...

obrigada minha linda, pra ti tbem, muito amor, paz, sorrisos e alegrias...
verinha querida, um final de semana cheio de coisas boas pta ti amiga.

Andressa disse...

lindas imagens...

Nina Pilar disse...

obrigada querida. volte sempre andressa.

bjinhos amiga

Lena disse...

Querida Nina
Estarei "fora do ar" até dia 1º de agosto, quando virei com novidades na coluna da direita, uma vez que é virada de mês. Me aguarde! Eventualmente, se for possível, postarei alguma texto interessante, mas as idas aos blogs de meus queridos amigos, só terei condições para fazê-las na segunda-feira. Beijos e até a volta!!!
http://amadeirado.blogspot.com
http://alemdasnuvens2011.blogspot.com

Lêh disse...

Nina, adorei ler seus textos e poemas, tudo tão lindo, tão envolvente, parabéns!
beijos :*